Educação e Cultura

EDUCAÇÃO

Um grande desafio da sociedade atual é promover a educação de qualidade como direito social, sendo importante instrumento para superação das desigualdades e exclusão. Além disso, é uma possibilidade concreta na contribuição da formação crítica e integral do cidadão, despertando seu envolvimento na construção de um mundo mais ético, humano e democrático.

A construção da educação de qualidade será alcançada através da constante articulação entre políticas públicas e do envolvimento da comunidade e de diferentes sujeitos, através de uma visão interdisciplinar, tendo como destaque o importante papel do professor. Para alcançar os objetivos é necessário que sejam proporcionadas ações concretas que viabilizem desde a formação de professores, escolas com infraestruturas adequadas e alunos com condições de frequentar e vivenciar o espaço educacional.

É necessário idealizar e realizar a escola enquanto um espaço que, para além da construção do conhecimento, seja propício ao fomento do pensar, e propor, através do fazer coletivo, novos caminhos e alternativas para a cidade.

 

SÍNTESE DAS PROPOSTAS

- Desenvolver e implementar o Plano Municipal de Educação.

- Promover concurso público para o quadro do magistério.

- Buscar a qualificação e formação de profissionais da educação, de forma permanente e continuada

- Promover ações que viabilizem a integração comunidade e escola, através do projeto “Escola sem Fronteira”.

- Trabalhar de maneira articulada na prevenção e no combate à violência nas escolas, envolvendo a comunidade escolar, a sociedade civil organizada, o legislativo e o judiciário.

- Investir na informatização e criação de banco de dados, para acompanhamento dos processos administrativos e pedagógicos da rede municipal.

- Articular, por meio de políticas intersetoriais, a formação de equipe multidisciplinar, a fim de atuar junto às demandas da Educação Especial, na perspectiva da inclusão.

- Realizar levantamento e monitoramento da demanda relacionada à ampliação e/ou construção de escolas em determinadas áreas, buscando oportunizar a ampla educação.

- Fortalecer o acompanhamento e monitoramento do acesso e permanência escolar e aproveitamento do ensino pelos alunos.

- Planejar e ampliar, gradativamente, o acesso à “Educação em Tempo Integral”, articulando e potencializando ações intersetoriais.

- Realizar ações de busca ativa de crianças, jovens e adultos, para aumento da escolarização dos cidadãos juiz-foranos que se encontram nesta etapa de vida.

- Empreender estudos para criação do Centro de Atendimento Educacional Especializado (CAEE) na zona norte, para melhor atender às crianças com deficiência.  

- Implementar o acompanhamento do currículo da rede municipal, com base nos indicadores de Qualidade Educação – Indique (infantil, fundamento e relações raciais na escola).

- Elaborar plano de reestruturação e adequação física dos prédios, de acordo com as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT, com captação de recurso junto ao Governo federal.

- Criar projeto específico para atendimento diurno aos jovens de 15 a 17 anos que não completaram o ensino fundamental.

​- Implementar a Chamada Eletrônica, uma plataforma digital que aproxima os pais da vida escolar de seus filhos. Através de um aplicativo, o professor lançará as presenças, notas e qualquer observação relativa ao desempenho do aluno. Por sua vez, os pais se cadastram no sistema e conseguem acessar essas informações diretamente de seu smartphone, sendo possível, ainda, receberem notificações no celular quando o seu filho estiver ausente da aula ou com algum problema.

Compartilhar Voltar