O que eu fiz para a sua cidade? Para cada cidadão, a cidade é de um jeito. Para cada um de nós, ela possui qualidades e defeitos únicos. Com quase 600 mil habitantes, Juiz de Fora cresceu. O crescimento trouxe alguns benefícios, mas também alguns problemas. Tudo isso precisa ser discutido. Durante esses três anos e meio, olhei para aquele cidadão que precisa de uma boa estrutura de saúde perto de casa, para aquela criança que precisa de uma creche, para aquele que precisa de dois ônibus para chegar ao trabalho ou aquele que usa a bicicleta para se locomover, para aqueles que sempre lutaram pelo cuidado animal.

Sou nascido e criado em Juiz de Fora e orgulho muito dessa cidade. A minha história começou em 23 de Agosto de 1974, em uma casa na região central da cidade, onde ainda menino jogava bola na rua. Filho de Marcello Lignani Siqueira e Hélvia de Freitas Siqueira, irmão de Moacir, Anita e Otávio. Sou casado com Daniele Camacho Siqueira há mais de dez anos e somos pais de Bernardo, de 6.

Na infância, me interessava muito por esportes – fui destaque no futebol e no judô na escola onde estudava. Depois, cursei Engenharia Civil na UFJF e, foi então que, comecei a ingressar na política. Fui presidente do Diretório Acadêmico da faculdade e, após a graduação, fui para Belo Horizonte para dar prosseguimento aos estudos e trabalhar. Na capital mineira, fiz pós-graduação em Engenharia Econômica na Fundação Dom Cabral e participei ativamente do Conselho Estadual da Juventude. Apaixonado por Juiz de Fora, retornei à cidade e, em 2002, fui eleito vereador pela primeira vez. Na Câmara Municipal de Juiz de Fora, exerci três mandatos, sendo presidente da Casa entre 2009 e 2010, quando implantei, com o apoio de todos os vereadores, uma política administrativa, visando à seriedade e à transparência com os gastos públicos, tornando o Poder Legislativo exemplo para as principais Câmaras de Minas Gerais e do Brasil.

Fui reconhecido também por minha atuação em um dos momentos mais críticos da cidade, quando fui relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara Municipal, criada para investigar e apurar a liberação irregular de recursos do FPM (Fundo de Participação dos Municípios), com suspeita de desvio de recurso público e enriquecimento ilícito do Prefeito Municipal.

Na eleição seguinte, fui o vereador mais votado da história do município. Já em 2010, fui eleito deputado estadual com quase 70 mil votos e desde o meu primeiro discurso na Assembleia Legislativa demonstrei toda a minha luta pelo desenvolvimento da Zona da Mata.

Na Assembleia Legislativa, atuei também como vice-presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Foi relator da proposta de emenda à Constituição (PEC) 32/2012, que amplia o alcance da Lei da Ficha Limpa no Estado.

Em reconhecimento ao meu trabalho em prol de Juiz de Fora e da Região da Zona da Mata, tive a honra de receber várias condecorações, dentre elas a Medalha da Ordem do Mérito Imperador Dom Pedro II, do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais; Medalha Juscelino Kubitschek, da Universidade Federal de Juiz de Fora; Medalha da Inconfidência, do Governo do Estado de Minas Gerais; Ordem do Mérito Legislativo, da Assembleia Legislativa de Minas Gerais; e Medalha do Mérito Legislativo da Câmara Municipal de Juiz de Fora.